Foot Brazilian World Magazine

Sabado, 15 de Junho de 2024
Após passagem vitoriosa no futebol asiático,principalmente China e Korea brasileiro está livre no mercado

Chinês

Após passagem vitoriosa no futebol asiático,principalmente China e Korea brasileiro está livre no mercado

O treinador pretende continuar na Ásia, mas não descartou um retorno ao futebol brasileiro

IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

    São Paulo 06-02-2024 

Depois de fazer muito sucesso por quatro temporadas na Coreia do Sul, como preparador físico e auxiliar, e duas na China, como treinador principal, Benê Lima está livre no mercado, mas deve continuar no futebol asiático. O treinador, no entanto, não descartou um retorno para o Brasil e deixou em aberta a possibilidade de trabalhar em outros países da América do Sul.

Quando da chegada de Benê Lima na Coréia, a equipe estava lutando para não cair para a Segunda Divisão local. Depois de grande trabalho de toda a comissão técnica e principalmente do trabalho físico elaborado pelo professor, o Daegu não só permaneceu como chegou a fazer a melhor campanha de toda sua história na K League. Com o brasileiro o Daegu conquistou ainda a Copa da Korea, único título da equipe até hoje, e disputou também duas Copas da Ásia, que representa a UEFA oriental. Na China, trabalhou no Jiangxi Lushan na função de treinador.

Publicidade

Leia Também:

Além de passagem vitoriosa pela Coreia do Sul como auxiliar e experiência importante na China, Benê já trabalhou também na Arábia Saudita, em 2020.

No Brasil, ele já trabalhou em grandes clubes, a exemplo de Corinthians, Goiás, Atlético Goianiense e Criciúma. Passou também por Red Bull Bragantino, Juventus, Nacional, São Bento, Portuguesa, Santo André, Botafogo-SP, América-RN, dentre outros

PREPARADO!

Benê Lima além de ser formado em Educação Física, aproveitou para se aperfeiçoar nas demais profissões que englobam o futebol. Já tem a Licença B A e Pró, da CBF e a Licença Pró, da Conmebol.

“Eu procurei me atualizar em tudo, já que estou há muito tempo no futebol. Na Coreia, além de preparador físico, pude trabalhar como auxiliar técnico. Também cheguei ao cargo de treinador na China. Me sinto em casa no futebol asiático e, neste primeiro momento, a ideia é permanecer. Já recebi algumas propostas, mas ainda não chegou o projeto que espero agarrar com unhas e dentes. Vou aguardar mais um pouco e sei que logo já estarei trabalhando novamente em alto nível. Não descartou também um retorno ao futebol brasileiro”, falou Benê Lima.

FONTE/CRÉDITOS: Por :Futeboldointerior.com.br
Comentários: