Foot brazilian world magazine

O MAIOR E MAIS ACESSADO PORTAL DE NOTÍCIAS SOBRE O FUTEBOL BRASILEIRO NO EXTERIOR

Publicidade

UEFA Europa League
Brasileiro exalta estilo''rock and roll'' de Treinador e diz que meta é firmar na seleção
Por: Foot Brazilian World

Publicidade

Brasileiro exalta estilo''rock and roll'' de Treinador e diz que meta é firmar na seleção

Brasileiro exalta estilo''rock and roll'' de Treinador e diz que meta é firmar na seleção

Liverpool 28-06-2020

A intensidade das jogadas e o ritmo acelerado do Liverpool dentro de campo fazem parte de um estilo '''rock and roll'' que Fabinho conhece bem. Na sua segunda temporada defendendo o time inglês, o brasileiro conquistou espaço, se tornou homem de confiança do técnico Jürgen Klopp, e se firmou em um dos melhores times da atualidade. Nesta quinta-feira, Fabinho comemorou junto com os companheiros de equipe o primeiro título do Campeonato Inglês do clube depois de 30 anos de jejum. E, apesar do início não ter sido fácil, hoje, a parceria entre o volante e o comandante da equipe vai muito bem obrigada.

- Desde que cheguei aqui, eu sabia que poderia aprender e evoluir com o Klopp, com a comissão técnica. No início eu não jogava tanto, mas, mesmo assim, eu ouvia eles, pra saber onde eu podia melhorar. O Klopp me disse pra ter paciência, que ele sabia que não era fácil, que eu tinha de estar atento. O que me ajudou a evoluir foi a maneira que pela qual ele faz o time jogar, com muita intensidade, muita pegada. É um jogo que me ajuda, um jogo onde posso mostrar minhas melhores qualidades - diz Fabinho.

 

- É isso mesmo! Um estilo de jogo meio rock in roll como você falou. Meio não, né? Bastante rock in roll! (risos). Mas a nossa preparação física é muito boa, até nesse tempo em que nós ficamos sem competição nossos preparadores físicos foram impecáveis, porque o objetivo era voltar da mesma forma como saímos. Voltar com as nossas características, com nosso estilo de jogo. Eu acho que nesse último jogo contra o Crystal Palace nós conseguimos mostrar que podemos jogar dessa maneira, jogar nesse estilo rock in roll. Não é fácil, mas a partir do momento que você se acostuma a jogar assim é muito prazeroso - conta o volante, relembrando o jogo em que o Liverpool venceu o Crystal Palace por 4 a 0 na 31ª rodada do Campeonato Inglês.

 

Em um outro recorde do City, só que na temporada 2017/2018, o time de Guardiola teve 19 pontos de vantagem para o segundo colocado, o próprio Liverpool. Agora, Jürgen Klopp pode dar o troco, já que a distância atual entre os dois times é de 23 pontos.

- O nosso objetivo, desde que estávamos treinando antes do primeiro jogo nessa volta, era manter todo mundo preparado fisicamente da melhor maneira pra encarar as partidas e ganhar. Então, mesmo que a gente já tenha esse título confirmado, nós vamos para o próximo jogo contra o Manchester City para ganhar e tentar mostrar o mesmo futebol que nós mostramos na última partida. A mesma intensidade, a mesma personalidade. E é isso! Não sei se vai ser possível ganhar todos os jogos até o final do campeonato e quebrar todos esses recordes, mas esse vai ser nosso objetivo - garante Fabinho.

O título, o bom momento no Liverpool, a presença constante na lista de Tite nas últimas convocações para seleção brasileira, poderiam ter deixado o volante mais tranquilo. Mas Fabinho garante que vai continuar trabalhando forte para poder conquistar a confiança do técnico brasileiro e realizar um dos seus maiores objetivos: jogar a Copa do Catar 2022.

- Quero ter uma sequência maior na seleção brasileira, quero me tornar um jogador sempre presente nas convocações, ter uma importância ali dentro. Nós sabemos que nem sempre vamos ter oportunidade de jogar, mas nós temos que estar disponíveis e prontos pra ajudar dentro de campo. Dispostos a ajudar os companheiros. Eu vou continuar dando o meu melhor no Liverpool pra continuar sendo chamado. Porque a gente sabe que, trabalhando bem no clube, a convocação vai ser uma consequência. E no ano que vem tem a Copa América. As Eliminatórias vão começar também. Quero muito estar na Copa América. E a Copa do Mundo é um dos meus grandes objetivos pessoais, então preciso seguir fazendo meu trabalho.

 

Fonte(s):

Redação da Foot Brazilian World

Compartilhar nas redes sociais

Posts relacionados

Intereção

Publicidade

Deixe seu comentário