Foot Brazilian World Magazine

Sabado, 15 de Junho de 2024
De atacante a volante:a reinvenção de brasileiro está ajudando Newcastle !

Inglaterra

De atacante a volante:a reinvenção de brasileiro está ajudando Newcastle !

De atacante a volante:a reinvenção de brasileiro está ajudando Newcastle !

IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

  Londres 13-02-2022 

Newcastle foi o clube que mais gastou em contratações na última janela de transferências da Europa. Entretanto, no processo de luta contra o rebaixamento, um dos reforços da equipe veio pela adaptação de um jogador que já estava no elenco: desde a chegada do técnico Eddie Howe, o brasileiro Joelinton deixou o ataque para se converter em volante.

 

Nos seis jogos na função, o brasileiro deu conta do recado. Segundo dados do site "WhoScored", ele é o líder da Premier League na média de desarmes por partida entre os jogadores do setor: 4,5. Um processo de reinvenção para quem vivia de fazer gols e agora precisa evitá-los.

 

 

Leiam Mais 

 

https://www.footbrazilianworld.com.br/noticia/em-tratamento-de-lesao-brasileiro-recebe-mensagens-de-apoio-de-torcedores-da-juventus

https://www.footbrazilianworld.com.br/noticia/brasileiro-celebra-apos-igualar-numero-de-gols-de-ronaldinho-e-juninho-na-champions

- Nunca tinha jogado nessa posição. Só de centroavante, ponta ou como um camisa 10. Mas quando vejo jogos, procuro observar todas as posições, pois gosto de entender o jogo. Então, para mim, não foi tão complicada a mudança. Isso se soma à minha vontade de evoluir, aprender e ajudar a equipe. Sempre me esforcei, me dediquei, e agora não seria diferente - contou Joelinton ao ge.

 

 

Howe fez o primeiro teste na derrota por 4 a 0 do Newcastle para o Leicester. Na partida, Joelinton começou como atacante, mas foi recuado no segundo tempo. Agradou e, no jogo seguinte, contra o Liverpool, já estava na nova função.

 
 

Depois uma sequência complicada, o Newcastle está invicto há quatro partidas e venceu as duas últimas. Com isso, saiu da zona de rebaixamento e ocupa a 17ª posição, com 22 pontos. A batalha ainda é complicada e deve durar até o fim do Campeonato Inglês.

Nesta entrevista, Joelinton fala sobre o processo de adaptação, o relacionamento com o novo técnico e a chegada de Bruno Guimarães, principal reforço do Newcastle em janeiro e que chega para jogar logo na nova posição do ex-atacante. Confira:

ge: Como foi esse processo de mudança de posição? Partiu de você ou do treinador?

 

Joelinton: Desde que o treinador chegou, nos primeiros treinamentos, ele viu que eu tinha qualidades que poderiam ser utilizadas em diferentes posições. No primeiro jogo sob o comando dele, comecei de ponta direita, e no decorrer do jogo ele me colocou para jogar mais por dentro, como segundo atacante, por trás dos volantes adversários, para receber o passe entre as linhas, me dando total liberdade para me movimentar. Hoje me sinto muito feliz em jogar nessa posição e busco evoluir a cada treinamento para ajudar a equipe.

Sair de atacante para um meia central é uma diferença grande. Você já tinha alguma experiência na função?

 

- Nunca tinha jogado nessa posição. Só de centroavante, ponta ou como um camisa 10. Mas quando vejo jogos, procuro observar todas as posições, pois gosto de entender o jogo, então para mim não foi tão complicada a mudança. E isso se soma à minha vontade de evoluir, aprender e ajudar a equipe. Sempre me esforcei, me dediquei e agora não seria diferente.

Qual foi a maior dificuldade nesta adaptação?

- No começo foi mais difícil atuar nessa faixa de campo, mas sempre fui um jogador que não ficava parado em campo, sempre buscando ajudar meus companheiros nas fases ofensiva e defensiva. E a minha vontade de aprender e entender o jogo também facilitou esse processo.

Como você fez para se adaptar? Pegou alguma referência? Assistiu a vídeos? Teve ajuda dos companheiros?

- O treinador conversa muito comigo, me mostrando vídeos, de onde eu acertei, onde eu posso melhor, e toda a comissão técnica me dá esse feedback importante. Além disso, faço um trabalho individual com a Outlier, empresa de análise de desempenho, que me ajuda a entender a cada dia mais o jogo, a movimentação dentro do jogo e a observar pontos fortes e fracos do adversário. Acho que esse conjunto de fatores e pessoas me faz evoluir cada vez mais nessa nova posição em campo.

 
 

Você pretende continuar nesta posição daqui para a frente ou é algo pontual para ajudar o Newcastle?

- A posição que vou jogar não é o mais importante para mim. O objetivo maior é ajudar o time, vencer os jogos e estar feliz dentro de campo. Hoje me sinto feliz jogando nessa posição, confortável e percebendo que estou evoluindo. Essa evolução diária que é importante. O que o treinador me pedir, estou disposto a fazer para ajudar o Newcastle nos objetivos.

Newcastle contratou recentemente o Bruno Guimarães, que é da posição. Já conversou com ele sobre isso? É possível que vocês atuem juntos?

 

 - Desde que o Bruno chegou estamos juntos. Venho ajudando ele na adaptação ao clube, algumas coisas no treinamento, e espero que ele possa ter muito sucesso aqui. Com certeza é um grande jogador, de muita qualidade, e que vai nos ajudar bastante. Acho possível jogarmos juntos, mas essa é uma decisão que cabe ao treinador, e que acaba sendo uma dor de cabeça positiva.

 

Newcastle vem conseguindo uma reação para escapar do rebaixamento. Qual a importância do novo técnico neste processo? Como você está vendo esta mudança de patamar do clube com os novos donos?

- A importância dele é muito grande. Desde que chegou, deu novo ânimo e trouxe novas ideias para a equipe. Nos primeiros jogos dele os resultados não estavam vindo, mas a gente sentia que a equipe estava evoluindo e melhorando a cada jogo. Graças a Deus conseguimos um grande resultado e sair da zona de rebaixamento. Agora é seguir trabalhando forte, com confiança, para conseguir terminar o campeonato de forma positiva.

FONTE/CRÉDITOS: Redação da Foot Brazilian World
Comentários: