Foot Brazilian World Magazine

Segunda-feira, 15 de Abril de 2024
Em reunião com no Catar,Presidente Brasileiro defende Copa do Mundo a cada 2 anos

Seleção Brasileira

Em reunião com no Catar,Presidente Brasileiro defende Copa do Mundo a cada 2 anos

Em reunião com no Catar,Presidente Brasileiro defende Copa do Mundo a cada 2 anos

IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

  Catar 17-11-2021 

 

Em visita ao Oriente Médio, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira que apoia a proposta da Fifa de realizar a Copa do Mundo a cada dois anos, em vez da periodicidade atual, de quatro em quatro anos. Ele fez a declaração ao lado do presidente da entidade, o suíço Gianni Infantino.

Publicidade

Leia Também:

“A CBF é que vai dar o norte de como proceder. Opinião minha como peladeiro: a Copa do Mundo de dois em dois é bem-vinda, ajuda no aspecto econômico. Sou apenas um torcedor, apaixonado por futebol, o que a CBF decidir estou com eles”, disse Bolsonaro.

A VISITA

O presidente e seus ministros também reuniram-se com o emir do Catar, xeque Tamim bin Hamad al-Thani. Eles visitaram o Estádio Lusail, que será a sede da final da Copa do Mundo de 2022. Bolsonaro disse que o governo do Catar defende a alteração na periodicidade do torneio e indicou que vai conversar sobre o tema com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

  Leiam Mais 

https://www.footbrazilianworld.com.br/noticia/ainda-da-um-caldo-barcelona-anuncia-retorno-de-brasileiro-daniel-alves-good-crazy

 

https://www.footbrazilianworld.com.br/noticia/tottenham-estaria-disposto-a-pagar-50-milhoes-de-euros-para-contratar-atacante-brasileiro

 

ENTENDA A PROPOSTA

A proposta da Fifa é realizar a cada dois anos a Copa do Mundo, em vez de a cada quatro, como ocorre atualmente. A ideia é controversa e já gerou diversas críticas por parte dos clubes e das entidades europeias. A Uefa, que perderia dinheiro com a proposta, reclama também do desgaste dos jogadores.

Na América do Sul, a ideia também vem prosperando. Até o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, já criticou a proposta. E sugeriu possível boicote das seleções da região à Copa caso o novo formato seja aprovado no futuro.

Diante dos ataques, a Fifa deu um passo atrás em seus planos e indicou que a ideia só voltará a ser discutida em 2022. Uma reunião em dezembro entre a entidade e suas 211 federações associadas deve indicar qual caminho a Fifa deve seguir com a controversa proposta.

FONTE/CRÉDITOS: Redação da Foot Brazilian World
Comentários: