Foot Brazilian World Magazine

Segunda-feira, 15 de Abril de 2024
Entenda tudo sobre lesão de Neymar , gravidade da lesão e quanto tempo de recuperação

Seleção Brasileira

Entenda tudo sobre lesão de Neymar , gravidade da lesão e quanto tempo de recuperação

Entenda tudo sobre lesão de Neymar , gravidade da lesão e quanto tempo de recuperação

IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
   Doha 26-11-2022 

Após sair de campo chorando no confronto contra a Sérvia pela Copa do MundoNeymar deixou os torcedores brasileiros preocupados com uma possível lesão grave no tornozelo, que traria riscos de deixar o craque de fora do resto da competição. As primeiras previsões é de que um retorno seria, no mínimo, somente no mata-mata, caso a seleção avance. As imagens iniciais e os movimentos do atacante causaram discordância entre médicos ortopedistas e do esporte.

 

Geralmente, quando um atleta se machuca na região de modo com que tenha que se ausentar durante vários meses, ele não consegue nem caminhar. O atacante não só andou até o banco de reservas como ainda estava jogando no segundo gol da Canarinho. Caso se confirme a baixa gravidade nos próximos dias, o tempo de volta aos gramados deve girar em torno de sete a dez dias. Se for de grau 2, depende do local de lesão do ligamento, e se confirmar grau 3, ele está fora do torneio.

 
 

Dentro dos ligamentos, existem receptores responsáveis por nos orientar ao pisar em locais que possam propiciar uma torção, como buracos e desníveis – a chamada ?propriocepção?. Quando há a lesão no local, o indivíduo perde parte dessa capacidade, que deve ser restaurada com o tempos através de fisioterapia. Nos piores casos, a entorse pode evoluir ou apresentar instabilidade.Geralmente, quando um atleta se machuca na região de modo com que tenha que se ausentar durante vários meses, ele não consegue nem caminhar

Publicidade

Leia Também:

     As imagens iniciais e os movimentos do atacante causaram discordância entre médicos ortopedistas e do esporte

 

 
FONTE/CRÉDITOS: Redação da Foot Brazilian World
Comentários: