Foot Brazilian World Magazine

Sabado, 15 de Junho de 2024
Fifa confirma liberação de Brasileiros  que atuam na Rússia e Ucrânia

Futebol Mundial

Fifa confirma liberação de Brasileiros que atuam na Rússia e Ucrânia

Fifa confirma liberação de Brasileiros que atuam na Rússia e Ucrânia

IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

  Kiev 07-02-2022 

A Fifa confirmou nesta segunda-feira a liberação de jogadores e treinadores estrangeiros que atuam na Rússia e na Ucrânia para assinarem com outros clubes. Em comunicado, a entidade informou que todos os contratos estão suspensos até o fim da atual temporada, e os atletas e técnicos podem se transferir sem qualquer tipo de punição.

Ao todo, 30 brasileiros atuam na Ucrânia, e 13 jogam na Rússia. Para quem está no futebol russo, a Fifa estipulou um prazo até esta quinta-feira para que haja negociação com seu clube. Depois disso, o jogador ou técnico que quiser deixar o time pode suspender seu contrato unilateralmente sem risco de ser sancionado pelos órgãos de justiça desportiva.

Publicidade

Leia Também:

A ideia inicial cogitada era a adoção de uma janela especial para estrangeiros que atuem nos dois países. No momento, as principais ligas da Europa estão fechadas para transferências internacionais. O Brasil é um dos únicos países com janela aberta. No entanto, com a liberação total da Fifa, será possível assinar com qualquer equipe do mundo.

Apesar da liberação, a Fifa estipulou que os atletas sejam registrados nos novos clubes até o dia 7 de abril. Cada time terá o direito de inscrever apenas dois jogadores que se beneficiem de tal medida.

 

Veja o comunicado na íntegra:

 

No que diz respeito à situação na Ucrânia, a fim de proporcionar aos jogadores e treinadores a oportunidade de trabalhar e receber um salário, e para proteger os clubes ucranianos, a menos que as partes no contrato relevante concordem explicitamente em contrário, todos os contratos de trabalho de jogadores e treinadores estrangeiros com clubes filiado à Associação Ucraniana de Futebol (UAF) serão considerados automaticamente suspensos até o final da temporada na Ucrânia (30 de junho de 2022), sem a necessidade de qualquer ação das partes nesse sentido.

A fim de facilitar a saída de jogadores e treinadores estrangeiros da Rússia, caso os clubes afiliados à União de Futebol da Rússia (FUR) não cheguem a um acordo mútuo com seus respectivos jogadores e treinadores estrangeiros antes ou em 10 de março de 2022 e a menos que acordado de outra forma por escrito, os jogadores e treinadores estrangeiros terão o direito de suspender unilateralmente seus contratos de trabalho com os clubes afiliados à FUR em questão até o final da temporada na Rússia (30 de junho de 2022).

suspensão de um contrato de acordo com os parágrafos acima significará que jogadores e treinadores serão considerados “sem contrato” até 30 de junho de 2022 e, portanto, terão a liberdade de assinar um contrato com outro clube sem enfrentar consequências de qualquer tipo.

 

 

Flexibilidade adicional

 

Além disso, a fim de dar flexibilidade aos jogadores cujo registro foi na Federação Ucraniana (UAF) ou na Federação Russa (FUR) e que deixaram ou pretendem sair do território da Ucrânia ou da Rússia em consequência da guerra na Ucrânia, os jogadores estrangeiros cujo registro anterior foi a UAF ou a FUR poderão inscrever-se mesmo que o período de inscrição esteja encerrado na associação do clube com o qual celebrem um novo contrato.

Para que essa exceção seja aplicável e proteja a integridade das competições, o registro no novo clube precisa ocorrer antes ou em 7 de abril de 2022.

Para proteger ainda mais a integridade das competições, os clubes têm o direito de registrar no máximo dois jogadores que se beneficiaram da exceção.

 

Proteção de jogadores

 

Em relação à proteção de menores, os menores que fogem da Ucrânia para outros países devido ao conflito armado serão considerados como cumprindo os requisitos do artigo 19, parágrafo 2 d) do Regulamento de Status e Transferências, que isenta os menores refugiados da regra que impede a transferência internacional de jogadores antes dos 18 anos.

A FIFA reitera sua condenação ao uso contínuo da força pela Rússia na Ucrânia e pede a rápida cessação das hostilidades e o retorno à paz.

 

Veja a lista de jogadores brasileiros da primeira divisão dos dois países:

Malcom, Wendel e Claudinho, do Zenit: brasileiros que atuam na Rússia e na Ucrânia poderão suspender contratos e atuar por outras equipes até junho — Foto: Getty Images

 

UCRÂNIA

 

Shakhtar Donetsk

 

  • Marlon Santos - zagueiro, 26 anos - ex-Fluminense e Sassuolo
  • Vitão - zagueiro, 22 anos - ex-Palmeiras
  • Ismaily - lateral, 32 anos - ex-Braga e seleção brasileira
  • Dodô - lateral, 23 anos - ex-Coritiba
  • Vinicius Tobias - lateral, 18 anos - ex-Internacional
  • Marcos Antônio - meia, 21 anos - ex-Athletico-PR
  • Maycon - meia, 24 anos - ex-Corinthians
  • Alan Patrick - meia, 30 anos - ex-Santos, Palmeiras, Inter e Flamengo
  • David Neres - atacante, 24 anos - ex-São Paulo e Ajax
  • Tetê - atacante, 22 anos - ex-Grêmio
  • Pedrinho - atacante, 23 anos - ex-Corinthians e Benfica
  • Fernando - 22 anos, atacante - ex-Palmeiras e Sporting
  • Júnior Moraes - 34 anos, atacante - ex-Santos e naturalizado ucraniano

 

 

Zorya Lugansk

 

  • Juninho - 26 anos, lateral - ex-Salgueiro
  • Cristian - 22 anos, atacante - ex-Botafogo-PB
  • Guilherme - 18 anos, atacante - ex-Botafogo

 

Metalist

 

  • Fabinho - 25 anos, meia - ex-Teresópolis
  • Marlyson - 24 anos, atacante - ex-Madureira
  • Derek - 24 anos, atacante - ex-Figueirense

 

Dnipro

 

  • Busanello - 23 anos, lateral - ex-Chapecoense
  • Felipe Pires - 26 anos, atacante - ex-Palmeiras e Fortaleza
  • Bill - 22 anos, atacante - ex-Flamengo

 

Rukh Vynnyky

 

  • Edson - 23 anos, volante - ex-Bahia
  • Talles Brenner - 23 anos, atacante - ex-Fluminense e Vila Nova

 

Kolos Kovalivka

 

  • Diego Carioca - 24 anos, atacante - ex-Lajeadense
  • Renan Oliveira - 24 anos, atacante - ex-São Bernardo

 

Dínamo de Kiev

 

  • Vitinho - 22 anos, atacante - ex-Athletico-PR

 

Vorskla

 

  • Lucas Rangel - 27 anos, atacante - ex-Londrina

 

Chornomorets

 

  • Wanderson - 27 anos, volante - ex-XV de Piracicaba

 

Inhulets Petrove

 

  • William - 25 anos, zagueiro - ex-Santa Cruz

 

 

RÚSSIA

 

Zenit

 

  • Malcom - 25 anos, atacante - ex-Barcelona e Corinthians
  • Wendel - 24 anos, volante - ex-Fluminense e Sporting
  • Claudinho - 25 anos, meia - ex-Bragantino
  • Douglas Santos - 27 anos, lateral - ex-Atlético-MG
  • Yuri Alberto - 20 anos, atacante - ex-Internacional

 

Lokomotiv Moscou

 

  • Pablo - 30 anos, zagueiro - ex-Corinthians

 

 

Krasnodar

 

  • Wanderson - 27 anos, meia-ataca - ex-Getafe e RB Salzburg
  • Kaio Pantaleão - 26 anos, volante - ex-Ferroviária

 

CSKA

 

  • Bruno Fuchs - 22 anos, zagueiro - ex-Internacional

 

Spartak Moscou

 

  • Ayrton Lucas - 24 anos, lateral - ex-Fluminense

 

FK Sochi

 

  • Rodrigão - 26 anos, zagueiro - ex-Atlético-MG

 

Krylya Sovetov Samara

 

  • Fernando Costanza - 23 anos, lateral - ex-Botafogo e Sheriff

 

FK Khimki

 

  • Bruno Viana - 27 anos, zagueiro - ex-Braga e Flamengo
FONTE/CRÉDITOS: Redação da Foot Brazilian Word
Comentários: